PEDRA FILOSOFAL

"Em vez de pensar que cada dia que passa é menos um dia na sua vida, pense que foi mais um dia vivido." (Gustavo Bastos)

quarta-feira, 30 de novembro de 2022

RITOS PATETAS

Peça à Pachamama tua lordose,

reza tua reza e faz tua oração

no mangue, no lodo,

na fúria do logro.


Pois, encastela as cartas

até a ruína, de teu anelo

assombrado, sem noite

calma, com o medo

típico dos desdenhados,

com os ritos dementes

dos delírios alquebrados,


frouxo o riso amarelo,

exangue o fim

da rota. 


ESTRO FATAL

A prosódia quer ser verbo

quando acontece,

palavra-língua

falada

escrita.


Poesia faz encanto,

com seus unguentos

tenta fazer fundações

com a linguagem,

cidadelas inexpugnáveis,

batalhar o bom combate

com este estro que firme

ressoa na canção,


pois, de firmamento

e orvalho, com toda

a sonoridade

vibrando,

o dom desfere

o golpe,

fatal em sua 

coda.


30/11/2022 Gustavo Bastos 


POEMA ESTÉTICO

Les deimoselles qui on va voir,

tem nesta vila o potente vinho,

em meu terno bizarro,

em que bato a minha omoplata

para ficar mais chique,

e tenho meu chicote,

na raia dos fundos

de ira, 

prorrompendo

tal fanfarra

do mote

e do riso

aberto.


Plange a viola,

crying moon

will never rises

again,

oh darling.


Ato final : 

Desfecho

e porrada,

o poema

benze

o próprio 

torpor.


30/11/2022 Gustavo Bastos 


BATE O MAR

Na verve a razão se estabelece,

o primor que se escreve

em seu vigor,


na estrela funda

o sol tem

sua plenitude.


Vaga imensa, 

que do mar

a vinha astuta 

requer

em seu sonho,


e que 

bate forte

no estalar

d`areia.


30/11/2022 Gustavo Bastos 


OS PLANOS DA ESPERANÇA

Julga na pele toda a vivência,

no tom escarlate da maçã

que vira em roxo de vinho derramado

e o sol que fulge em amarelo.


Brota pulsar e um acorde de metro,

neste livro o lance está posto,

medra entre os sonhos

o fim dos pesadelos,

com o fim da lama

e o despontar

da esperança.


30/11/2022 Gustavo Bastos 


A LEI DA VIDA

Se o céu se anuncia na tempestade

em que se busca a claridade,

pare e pense.


O poema não trabalha

para você, não enuncia

seus feitos e nem 

suas dúvidas.


O poema não está nem aí,

se orgulha e estufa o peito,

tem o sangue pulsando

e a rosa por lei.


Tens neste poema

o viço, a lisergia 

e o pássaro,


poema bruto

de rosa flor

e pedrada.


30/11/2022 Gustavo Bastos 


quinta-feira, 24 de novembro de 2022

INTENSIDADE DA NUVEM

Está feito o dia mais intenso

na pena que persiste

em seu intento,

se escreve a sede e a fome,

o canto famélico e sequioso

que é saciado quando

a obra se ergue 

como um castelo sólido,

como um tecido resistente,

como a trama bem urdida

de um plano arquitetado,

deste desenho perfeito

do desiderato realizado

e bem resolvido,

livre do abismo

e prenhe de seus 

próprios sonhos.


24/11/2022 Gustavo Bastos