PEDRA FILOSOFAL

"Em vez de pensar que cada dia que passa é menos um dia na sua vida, pense que foi mais um dia vivido." (Gustavo Bastos)

terça-feira, 7 de junho de 2011

DO MEIO-DIA À MEIA-NOITE

Antes morrer com uma flor

em meu peito,

do que no fogo padecer

pelo despeito.



Antes o sol nascer

na sua aurora,

e toda a claridade aparecer,

do que o poeta não escrever

tudo o quanto sente.

E que em seu peito ferido,

saiba ele conduzir com maestria

o seu verso que sai

do coração pungente.



Vamos saudar o meio-dia,

todos os que escrevem,

todos os que pintam,

todos os músicos,

todos os artistas.



Pois neste nosso século

todos se dizem artistas,

mas são poucos os que honram

com o coração caro

a beneficência de saber

respeitar ao universo e aos homens,

e terminar na meia-noite

com uma ideia perfeita da vida.



01/03/2010 Gustavo Bastos

Um comentário:

  1. Espetacular! Muitos são os artistas, poucos são reais. Abraços

    ResponderExcluir